domingo, 27 de novembro de 2011

Mudanças Climáticas Naturais


No endereço a seguir temos uma palestra muitíssimo interessante sobre as mudanças climáticas naturais, explicando algumas das teorias existentes para explicar como o clima mudou através dos tempos, tais como: Teoria de Mudanças de Configuração dos Continentes, Teoria da Evolução Estelar e Teoria de Milankovitch.



Site acessado em: <27 nov. 2011>.



Leia o texto da apresentação na integra:


Mudanças Climáticas Naturais

Além das mudanças climáticas originadas pela ação do homem, existem aquelas que são causadas pela própria natureza, ou seja, mudanças climáticas naturais.

Mudanças de configuração dos continentes
Em 1912 Alfred Lothar Wegener publicou um trabalho sugerindo que há cerca de 200 milhões de anos todos os continentes estariam reunidos em um só bloco chamado Pangea e cercado por um imenso oceano chamado Panthalassa.

Segundo essa teoria, com o passar do tempo foi ocorrendo uma alteração desse padrão doscontinentes até chegar ao que existe hoje e que continua se movimentando lentamente. Nesse processo, como os continentes ocuparam posições diferentes na superfície da Terra, a distribuição das zonas climáticas e a circulação oceânica eram diferentes no passado. Tais variações são da ordem de milhares de anos.

Teorias da evolução estelar
Algumas teorias da evolução estelar sugerem que o Sol teria sido “mais fraco” nos primeiros bilhões de anos da história da Terra. Todavia sabe-se que o planeta não estava frio pois possivelmente havia um forte efeito estufa que compensava a reduzida radiação solar.

Teoria de Milankovitch
Variações na órbita da Terra e as conseqüentes variações da quantidade de calor recebido influenciaram na determinação das variações climáticas do passado.

Com a variação da radiação solar por motivos astronômicos há uma variação no volume de gelo e consequentemente na temperatura global. A teoria matemática do clima, baseada nas variações sazonais e latitudinais da radiação solar recebida pela Terra é conhecida como a Teoria de Milankovitch, descoberta pelo sérvio Milutin Milankovitch no início do século passado.
A teoria de Milankovith está baseada nas variações cíclicas de 3 elementos que ocasionam variações da quantidade de energia solar que chega a Terra. São eles:
a)Precessão;
b)Mudanças na obliqüidade,
c)Variação na excentricidade.

Os aerossóis
Os aerossóis são partículas em suspensão na atmosfera, tais como poeira ou pólen. A maior parte dos aerossóis tem origem natural, produzidos principalmente pela ação do vento sobre a superfície do mar e de áreas de solo descoberto, por vulcões, e pela queima natural da vegetação.

Assim como os gases de efeito estufa, os aerossóis tem um papel muito importante no balanço de energia do sistema Terra atmosfera pois podem absorver e refletir radiação influenciando assim no balanço de energia.
Por terem uma alta importância na formação de nuvens, os aerossóis também influenciam indiretamente o balanço de energia na atmosfera, isto porque as nuvens são muito eficientes como corpos que refletem a radiação solar. Nuvens formadas em altas concentrações de aerossóis tendem a apresentar gotas menores e mais numerosas e refletem mais radiação solar do que nuvens formadas por gotas maiores e menos numerosas formadas em regiões com concentrações de aerossóis relativamente mais baixas.
As erupções vulcânicas produzem os maiores impactos relacionados aos aerossóis na atmosfera emitindo globalmente bilhões de toneladas de aerossóis por ano. Em certos casos, estes aerossóis atingem camadas muito altas onde podem sofrer reações formando outros aerossóis, como o ácido sulfúrico (H2SO4) que é um dos responsáveis pela reflexão da radiação solar. Devido a remoção reduzida em altos níveis da atmosfera, os efeitos dos aerossóis podem persistir por longos períodos.

Em 1991 o vulcão Pinatubo nas Filipinas lançou na atmosfera cerca de 20 megatoneladas de ácido sulfúrico além de ter aumentando a filtragem da luz na atmosfera (profundidade óptica) de 10 a 100 vezes do normal. Consequentemente houve uma diminuição de cerca de 0,6°C da temperatura média global.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário